Carta da Gabi

Confesso que o meu 2018 começou ainda em 2017, entre todas as tarefas que eu precisei adiantar para conseguir tirar 15 dias de férias (merecidos por sinal, né?), eu ainda tive que tomar uma das principais e mais doloridas, diga-se de passagem, decisões aqui do ST: tornar a nossa revista digital bimestral. E isso não foi uma ideia recente, há meses eu percebia que isso seria necessário, mas relutei, me virei em mil, aprendi até a fotografar para garantir as edições mensais da magazine e aos poucos vi que estava ficando impossível tocar isso sozinha, então, por questão de saúde física, psicológica e, não menos importante, financeira, em 2018 nosso encontro com as produções da revista ficarão de dois em dois meses.

Depois de uma bela respirada, bem funda, ocupando todos os espaços dos meus pulmões, assunto superado! A cada mês o STYLING TIP vem crescendo e é apostando nesse crescimento que eu tenho certeza que essa decisão será passageira e quando estivermos mais estruturados as produções voltarão à ativa todos os meses. Eu ouvi um amém? Amém!

Eu vi 2017 voar, quando eu terminava de postar um editorial eu já precisava correr atrás do próximo. Tema, locação, modelo, fotógrafo e assim vai, se não fosse os inúmeros desencontros até poderia ser fácil, mas não é. Vi a minha relação com o tempo mudar, logo eu, que sempre tive medo dessa palavra: tempo! Na verdade, percebi que isso era o que eu realmente não tinha e na minha sede de querer fazer tudo, eu acabava não fazendo nada. Ah, não vou ser tão rude comigo mesma, fiz sim, muitas coisas boas, mas poderia ter feito mais, ou poderia ter selecionado melhor as coisas que eu estava fazendo, ou poderia, poderia e poderia… O fato é que 2017 já passou.

E, se alguém me perguntar qual é a minha principal meta para 2018, é ter tempo! Esse ano eu vou me colocar na minha agenda, em 2018 eu quero ir ali na sorveteria tomar um açaí (com leite ninho, condensado, granola e banana) tranquila, encontrar as amigas, ficar com a família, estar mais presente para o meu namorado. Mas esse ano eu também quero produzir mais, criar mais, inovar mais, estudar mais. Em 2018 eu não quero ser escrava do tempo, eu quero usá-lo da melhor forma possível e, definitivamente, perder o medo dele passar, por que mesmo se eu não tiver concluído tudo o que eu gostaria, eu quero ter pelo menos uma certeza: que eu fiz o meu melhor e aproveitei cada segundo.

Vou encerrando por aqui e se eu pudesse desejar uma única coisa para vocês, eu desejaria tempo, use-o da melhor forma possível, sempre!

Um beijo e até a próxima edição da nossa revista, agora, em Março… Vou morrer de saudades! <3

Assinatura Gabriela Fernandes

Diretora
gabrielajsfernandes@gmail.com.br
@gabijfernandes

Deixe uma resposta