Carta da Gabi - Dezembro 2017
(Foto: Geraldo Fernandes)

Mais um ano está acabando e eu confesso, adoro um clichê de fim de ano, amigo secreto, férias, família, ceia, “é pavê ou pa cumê” (hahaha mentira, esse não!), mas sim, eu sou daquelas que planejo, faço promessas, enfim… Mas esse ano tem algo diferente, toda vez que vira o ano, nós achamos que uma chave também vira na nossa vida e nós temos a oportunidade de recomeçar, do zero, como um caderno em branco. Opa, mas isso eu fiz exatamente o ano inteiro!

Se eu pudesse definir o meu ano em uma palavra seria: insano; e tudo o que eu mais aprendi em 2017: ter paciência. Digamos que para quem sempre foi muito impaciente, eu fui uma boa aluna! Eu fui muuuuuito paciente (muito mesmo) e a cada dia eu virava essa chavinha do recomeço, tinha vezes que ela demorava um pouco mais para virar (pisciana, né? Adora remoer as coisas! Kkk), mas ela virava e eu via aquela página em branco, pronta para eu fazer o que quisesse e, quer saber, deu muito certo!

Talvez se eu não virasse essa chave diariamente eu teria estacionado ou teria desistido dos meus sonhos, se eu não buscasse sempre ver essa página em branco eu não teria levado o STYLING TIP no lugar que ele está hoje. Perfeito? Longe disso, ainda tem muita coisa a se fazer, mas nada me tira da cabeça que eu estou no caminho, ele pode ter curvas, buracos, retornos, mas uma hora ou outra vai chegar no seu destino e pode ser muito melhor do que eu imaginava.

Essa carta pode parecer sentimental demais pra você? Olha que falei no começo dela que eu adoro um clichê de fim de ano e quer coisa mais óbvia do que fazer um balanço? Olhar os pontos fracos e ver onde melhorar, mas também olhar os pontos fortes e se sentir feliz por aquilo, afinal, foi uma conquista!

Mas, e você, tem feito isso? Ou melhor, vou refazer a pergunta! Você anda esperando o ano novo para virar a chave e ver aquela página em branco? Ei, amanhã é um novo dia! Pratique sempre esse exercício, seja grata por tudo e não se culpe por não conseguir, ok? É um exercício, tem dia que você tira 10, mas tem dia que você fica de recuperação e, quer saber, Tudo bem! Amanhã será um novo dia, sempre!

Eu gostaria de falar tudo isso para a Gabriela de alguns anos atrás, talvez os dias dela teriam sido mais leves se ela pensasse dessa forma, mas passou, tudo passa aliás e, se hoje não saiu nada do que você planejou, respira, amanhã será um novo dia. Não espere o ano novo, a virada, a meia noite, talvez você crie expectativas demais e acabe se decepcionando nos primeiros dias ano. Tenha fé, tenha foco, tenha esperança e aja, HOJE! Tudo tem um propósito e continue sempre no seu caminho, andando, não estacione… mas pare para reabastecer quando necessário.

E, se eu não tive a oportunidade de falar tudo isso para a Gabriela antes, também tinha um propósito, hoje estou tendo a oportunidade de falar para vocês e saber que eu posso fazer parte de 1% da sua vida, que você dedicou seu tempo para chegar até aqui e eu tenho certeza, que você terá a sua página em branco, bem antes de vestir branco para a virada do ano.

É isso que eu desejo para vocês, vários recomeços porque “O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30:5). Todos os dias!

Feliz 2018! Um beijo e até ano que vem!

Assinatura Gabriela Fernandes

Diretora
gabrielajsfernandes@gmail.com.br
@gabijfernandes

Deixe uma resposta